FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2017 - n. 12

BIOMARCADORES RENAIS E SUA IMPORTÂNCIA NO DIAGNÓSTICO DE NEFROPATIAS

Elisama Islley do Vale Silva / Lydiany Nascimento Cabral Sousa / Amanda Alves da Rocha

RESUMO

Nestes últimos anos tem-se observado um aumento no número de indivíduos que desenvolveram determinada falência renal, resultando em complicações que podem resultar no falecimento do indivíduo, tendo em vista que o sistema urinário tem como função a manutenção e regulação da homeostase, no qual mantem constante o volume hídrico, a composição química e o pH sanguíneo através de processos como a filtração que consiste na depuração sanguínea, seguida do processo de reabsorção que reabsorve substâncias essenciais ao organismo do filtrado glomerular, havendo posteriormente a secreção tubular que transporta substancias do interior dos capilares para os túbulos renais que serão direcionados para os órgãos coletores como os ureteres, bexiga e uretra no qual irão ser eliminados na urina. Algumas doenças como o Diabetes Mellitus, Lúpus, hipertensão e a infecção pelo vírus do H1N1 podem levar a um quadro de insuficiência renal aguda e Insuficiência renal crônica que se caracterizam como uma falência renal que pode ser temporário ou persistente, no qual se faz necessário muitas vezes um tratamento que retire as substâncias tóxicas presentes no organismo sem que o mesmo venha a falecer sendo de grande escolha o método terapêutico de hemodiálise. O objetivo deste trabalho com base em um levantamento bibliográfico foi o de destacar os principais biomarcadores renais inespecíficos comumente utilizados e os mais específicos como o NGAL e a Cistatina C que proporcionam um diagnóstico precoce para os pacientes com lesão renal.

PALAVRAS-CHAVE: Diagnóstico. Biomarcadores renais. Insuficiência renal.

ABSTRACT

During the last years, it has been observed an increase in the number of individuals who developed an specific kidney failure that results in complications that may end in the death of this person, since the urinary system is responsible for maintaining and regulating the homeostasis, in which the hydric volume, the chemical composition and the pH are kept constant through processes such as the filtration, that consists in the blood depuration , followed by the process of reabsorption of essential substances. After this process, the tubular secretion carries substances from the capillaries to the renal tubules, that will be directed to the collecting organs such as the ureters, bladder and urethra, in which urine will be eliminated. Some diseases like Diabetes Mellitus, Lupus, hypertension and infection by the H1N1 virus can lead into a state Acute Renal Failure and Chronic Renal Failure, that are characterized by a kidney failure that may be temporary or persistent, being necessary a treatment that removes toxic substances from the organism that prevents the its failure. The hemodialysis is the therapeutic method more commonly used. This work bases on a bibliographical survey to emphasize the main nonspecific renal biomarkers that are commonly used and also those that are more specific, such as NGAL and cystatin C, which provide precocious diagnosis for patient with renal damage.

KEYWORDS: Diagnostic. Renal Biomarkers. Renal failure.

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil