FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2016 - n. 11

AULA PÚBLICA: Catalogação de um gênero discursivo

Felipe Freitag

RESUMO

Esse artigo tem por finalidade evidenciar a existência sociocultural do gênero discursivo aula pública, de forma a catalogá-lo (mesmo que primariamente) diante da comprovação da sua ainda não classificação e sistematização científica na área dos Estudos Linguísticos (mais detidamente no campo do uso da língua, da língua como prática e como interação humana e da oralidade). Para essa catalogação, utiliza-se o conceito de gêneros do discurso, de Mikhail Bakhtin, como aporte teórico definidor das características do gênero discursivo aula pública, o qual se parametriza por um tema, um estilo e uma composição singulares. Para comprovar que a aula pública é um gênero do discurso, utiliza-se o método do comparatismo linguístico (Linguística estrutural) sob a forma do conceito de disciplinarização, de Chiss e Puech, no sentido de que tal metodologia propõe definir um ponto de vista de relações e de interrelações entre categorias (no caso desse artigo, da língua, ou seja, dos gêneros do discurso entre si), colocando em voga as diferenças e as familiaridades entre alguns gêneros discursivos para se construir um produto final implicado em um objeto conceitual novo. Como resultado final desse estudo, apresenta-se um registro teórico-científico sucinto que traz as principais características do gênero aula pública como um acontecimento discursivo dentro das sociovivências do século XXI.

PALAVRAS-CHAVE: Aula pública; Gênero discursivo; Método comparatista; Linguística.

ABSTRACT

This article aims to highlight the sociocultural existence of the discursive gender “public class”, in order to catalogue it (although primarily) before the evidence of its non classification and scientific systematization in the area of Linguistic Studies (more specifically in the area of the language use, of the language as practice and as human and oral interaction). For this cataloging, we utilize the concept of discourse gender, by Mikhail Bakhtin, as a theoretical base that defines the characteristics of the discursive gender “public class”, which parametrizes through a single theme, style and composition. To prove that the public class is a discourse gender, we use the language comparatism method (structural Linguistic) under the form of disciplinarization concept, by Chiss andPuech, in the sense that such methodology proposes to define a new point of view of relations and interrelations between categories (in the case of this article, of the language, that is, of the discursive gender itself) putting in vogue the differences and the familiarities between some discursive genders for constructing a final product implied to a new conceptual object. As final result of this study, we present an succinct theoretical-scientific registration that brings the main characteristics of the public class gender as a discursive event inside the social experiences of the 21th century.

KEYWORDS: Public class; Discursive genre; Comparative method; Linguistics.

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil