FASETE - Faculdade de Sete de Setembro

Revista Rios Eletrônica

Revista Eletrônica da Faculda Sete de Setembro - FASETE
ISSN 1982-055


Edição 2015

UMA POSSIBILIDADE DE SUPERAÇÃO DA DICOTOMIA QUANTITATIVO-QUALITATIVO NA PESQUISA EM PSICOLOGIA

Francisco Santos Pereira Júnior / Mussa Abacar

RESUMO

Na pesquisa em psicologia, diversos estudiosos têm enfrentado, frequentemente, dificuldades concernentes à escolha do método adequado para investigação de seu objeto de estudo. Isto porque, a metodologia qualitativa é geralmente vista em oposição à metodologia quantitativa o que levanta questinamentos relativos a confiabilidade dos resultados em qualquer dessas abordagens metodológicas. Este artigo propôe evidenciar a conveniência de minimizar a dicotomia qualitativa-quantitativa, proporcionando um quadro para a concepção e realização de pesquisa psicológica baseada em métodos mistos. Assim sendo, através de esclarecimentos e argumentação possibilita-se a remoção de alguns entraves que, por ventura, possam surgir no momento da escolha do método mais apropriado por parte do pesquisador. Para tanto, a partir do exame da literatura, abordou-se as diferentes vertentes de pensamento científico que embasam o desenvolvimento metodológico da pesquisa científica e as diferentes visões sobre complementaridade, ou não, das referidas abordagens na definição metodológica do estudo científico. Diversos pesquisadores têm reconhecido que a complementaridade existe e é fundamental, tendo em vista as pretenções da pesquisa em ciências humanas, que não podem ser alcançadas por uma única abordagem metodológica. Através deste olhar, se percebeu que ambas abordagens, em pesquisa científica, concebidas até então como opostas, na verdade, estão apenas preocupadas com problemas e tópicos diferentes, entretanto, igualmente importantes. Assim, conclui-se que ambas as abordagens não são excludentes e o uso simultâneo numa investigação psicológica, pode sim, promover um melhor e mais confiável resultado.

PALAVRAS-CHAVE: Metodologia. Projeto de pesquisa. Pesquisa qualitativa. Pesquisa quantitativa. Triangulação.

ABSTRACT

In the Psychology researches, many scholars have faced, frequently, difficulties about the choice of the appropriated method for the investigation of their study subjects. This is why the qualitative methodology is often seen as opposed to the quantitative methodology, what arises questions about the reliability of the results in any of these methodological approaches. This article proposes to highlight the convenience of minimizing the dichotomy between qualitative and quantitative, providing a space for the conception and realization of a psychological research based on mixed methods. Therefore, through elucidation and argumentation, it is possible to remove some obstacles that may appear in the moment of choosing a most appropriated method by the researcher. For this, from the examination of literature, we approached the different sides of scientific thinking that bases the methodological developing of the scientific research and the different visions about complementarity (or not) of the referred approaches in the methodological definition of scientific study. Many researchers have recognized that the complementarity exists and that it is fundamental, considering the pretentions of researches in Humanities that cannot be reached by a single methodological approach. Through this look, it was perceived that both approaches, in scientific research, until now conceived as opposites, are actually only concerning about different problems and topics, however, equally important. Thus, it is concluded that both approaches are not exclusionary and that the simultaneous utilization in an investigation may promote a better and most reliable result.

KEYWORDS: Methodology. Research project. Qualitative research. Quantitative research. Triangulation.

PDF


Conteúdo da revista

Pesquisa

Indexadores

  • LatIndex
  • LivRe!
  • LivRe!

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino LTDA
Rua Vereador José Moreira nº 1000 - Perpétuo Socorro - CEP: 48603-004 - Fone/Fax: (75) 3501-0777 - Paulo Afonso - Bahia - Brasil